quarta-feira, 26 de junho de 2013

Comentários voltaram ao sistema anterior.

Meus caros leitores,

Voltei os comentários ao sistema inicial do blog. Agora todas os posts voltam a receber comentários. Como são muitos, pode ser que eu tenha esquecido de abrir algum. Se vocês encontrarem alguma postagem que ainda esteja fechada para comentários, por favor deixem um recado na página Duvidas e Sugestões para que eu possa corrigir.

Grande Abraço!

Marcelo Ruiz

Workstation PROCS52011 a venda: preço bom e desempenho!


Para quem está precisando de uma workstation poderosa mas anda com o caixa baixo, eis a oportunidade. Recebi uma WS PROCS5 2011 no nosso sistema de troca programada. Só lembrando que a PROCS5 2011 corresponde na verdade a PROCS6 2012 ou 2013 em termos de capacidade e desempenho. Não confundir com o atual modelo PROC5 2013 que é a estação de trabalho de entrada da linha e com desempenho básico para iniciantes.

As especificações são: Intel i7 4/8 Núcleos HT, 16 GB RAM DDR3 1333, 4 TB de armazenamento em 4 discos Sata III 7200 rpm em RAID 0, SSD HD de 120 GB (novo em substituição ao original de 60GB) e demais especificações comuns a CS6 atual. O sistema de refrigeração líquida também é novo em substituição ao original a ar.

Garantia de fábrica de 12 meses, com opção de upgrade ao final do período com valores diferenciados e reduzidos dentro do Sistema de Substituição Programada. Valor de investimento: R$ 6900,00 (25% de economia em relação ao custo de uma PROCS6 nova, que é de R$ 9540,00).

O equipamento recebe uma revisão rigorosa, com desmontagem total, troca de componentes, remontagem e configuração final. Tendo o mesmo tratamento das minhas ilhas zero quanto a assistência técnica e garantia. Interessados favor fazer contato pelo Google+ ou telefone.

Grande abraço!

Marcelo Ruiz

terça-feira, 11 de junho de 2013

Como funciona o sistema de troca das workstations Thunderbird.






Alguns clientes que ligam perguntando o valor de uma workstation Thunderbird, acham o investimento alto. Alegam que poderiam montar uma máquina com as mesmas configurações pela metade do preço. Provavelmente poderiam achar componentes similares, porém de marcas sem a mesma qualidade, garantia e desempenho, gastando cerca de R$ 5 a 6 mil, que seria um pouco mais da metade do valor de uma PROCS6.

Mas é preciso pensar no futuro, no longo prazo. Nos custos decorrentes de um equipamento que passará 30% do tempo necessitando de ajustes ou falhando. E tempo é dinheiro. O meu cliente, o Senhor A, usufruiu da sua workstation PROCS6 por um ano, sem uma hora sequer parada por defeito ou perdeu horas preciosas de produção, em virtude do desempenho precário de um equipamento não ajustado e otimizado.


Exemplo Real: Em maio de 2012, o cliente Senhor A investiu em uma PROCS6, a quantia de R$ 8.000,00. Exatamente um ano depois, na data de opção, ele solicitou a troca por um modelo PROCS6 2013. Usando a PROCS6 2012 como parte do pagamento, ele pagou apenas a diferença de R$ 2.400,00. Ou seja: A PROCS2012, com 1 ano de uso, foi recomprada por R$ 7200,00. Sem contar os ganhos que ele gerou com o equipamento, houve uma depreciação de menos de 1% ao mês.


Outro dado importante: Os R$ 5 ou 6 mil investidos em peças para a montagem de um computador, depois de um ano, viram fumaça. Uma CPU usada, mesmo com componentes similares aos usados em uma workstation PROCS6, não valerão mais que a metade desse valor após uma ano, pois ninguém vai pagar mais que R$ 2 mil por uma CPU dessas usada.

Se forem somados o custo das peças, o tempo perdido com montagem e configuração, os prejuízos com trocas de componentes inadequados ou errados, o fraco desempenho obtido com o conjunto, o custo das horas paradas para conserto e a depreciação final após um ano de uso, esse somatório será bem maior que a diferença entre os R$ 5 ou 6 mil das peças compradas por conta própria e o investimento inicial de R$ 9.500,00 em uma estação PROCS6.

É uma falsa economia de R$ 3 mil e poucos reais, que se transformará em um prejuízo 3 ou mais vezes maior. Fora a dor de cabeça, o aborrecimento, a reclamação dos clientes, o custo com a remuneração dos profissionais que trabalharam na máquina e gastaram mais horas que o necessário para concluir um trabalho. É o velho ditado do barato que sai caro.

Quando um profissional investe em uma workstation Thunderbird, tem a garantia por escrito, na hora da compra, de quando vai poder optar pela troca de modelo e quanto seu equipamento valerá para entrar como parte do pagamento. Eu entendo que esse é o grande diferencial que busquei implantar no desenvolvimento de meus produtos, além, é claro, do diferencial de desempenho e confiabilidade.

Grande abraço!

Marcelo Ruiz


segunda-feira, 3 de junho de 2013

Direto do Video Gurú: Com a palavra o pobre, sofredor e heróico colorista...


A frase já virou bordão nos sets de filmagem - ou seria melhor dizer nos cabarés de filmagem? Sim por que nossa profissão já virou putaria há muito tempo. O pessoal do Vídeo Gurú acertou em cheio e na veia com o artigo acima. Nem precisa de comentários ou adendos. Clique aqui para ir para o blog Video Gurú e ler o artigo completo. 

Grande abraço aos parceiros do Video Gurú e a meus leitores!

Marcelo Ruiz