sábado, 29 de setembro de 2012

Se vai a alma da televisão brasileira: Hebe Camargo, a Diva (1929 - 2012).




É com muita tristeza que escrevo este post. Hebe Camargo se foi. Após 62 anos ininterruptos de trabalho a serviço da televisão brasileira, a apresentadora nos deixa. A todos nós que trabalhamos com cinema, televisão, propaganda e vídeo,  significa a ausência de um exemplo de dedicação e profissionalismo. Hebe Camargo, junto com outros pioneiros, inventou a televisão brasileira. Sem exageros. Hoje cada um de nós que empunhar uma câmera de vídeo, deve se lembrar que em 1950, quando desembarcava no porto de Santos, a primeira câmera de TV, ela estava presente e foi dela uma das primeiras imagens transmitidas ao vivo.

sexta-feira, 28 de setembro de 2012

Conheça a matadora Panasonic LUMIX DMC-GH3 DSLM: Tudo que você sempre quis na 5D MK II, mas a Canon nunca ofereceu...



A Panasonic quer mesmo ganhar o mercado profissional de câmeras DSLR com capacidade de filmar em alta definição.  Para isso anunciou, com data  prevista para venda a partir de novembro/2012, a nova LUMIX DMC-GH3, a mais nova cria da família Lumix linha GH, foi projetada dentro do conceito de que imagem e vídeo são igualmente importantes em uma câmera atual. O novo modelo tem um sensor de 17 megapixel, com 16 efetivos, sensor LiveMOS de Micro Quatro Terços acompanhado do novo processador Venus Engine de 4 CPU’s,  que incorpora um novo filtro passa-baixas, que o fabricante diz bloquear inteiramente o efeito moiré. Junto com as demais super características, o novo modelo tem tudo para fazer sucesso e ameaçar a posição confor'tavel da linha 5D da Canon. 

quinta-feira, 27 de setembro de 2012

Avisando mais uma vez...cuidado com o PsF.



 O leitor João Mena Barreto, seguidor aqui  do nosso blog, me alertou para o problema da interpretação de vídeos filmados em câmeras AVCHD que oferecem a opção 30P e 25P através da técnica de pull-down 2:2 criando vídeos progressivos através da interpolação de frames entrelaçados. Felizmente os modelos mais recentes já oferecem vídeo progressivo nativo e verdadeiro. Mas a maioria dos modelos anteriores a 2012 usavam o recurso do PsF (Progressive SegmentedFrame).


Para quem edita com o Premiere CS5 o problema é serio e lava a uma perda de qualidade perceptível na exportação tanto para SD quanto para H, já que o CS5 interpreta os vídeos AVCHD dessas câmeras como entrelaçado, upper field first.
Para resolver o problema e evitar o erro, ao importar vídeos nesse formato para o CS5, antes de começar a editar, deve-se fazer a mudança com a opção conform, dizendo ao Premiere CS5 que na verdade trata-se de um vídeo progressivo e sem dominância de quadros, isto é, no fields progressive scan. Para saber como fazer isso é só ler o artigo que postei sobre isso tempos atrás, clicando aqui .

Nas versões posteriores do Premiere (5.5 e 6) o problema foi corrigido e não é preciso se preocupar com isso. Fica a dica e obrigado ao leitor João Mena Barreto pela lembrança.

Grande abraço a todos!

Marcelo Ruiz

segunda-feira, 17 de setembro de 2012

E a vergonha continua... até quando?



Recebo uma mala direta via email de um conceituado revendedor de produtos broadcast aqui do Brasil. Me oferecem a última novidade em câmera de grande formato. O título do anúncio é chamativo: “BlackMagic está revolucionando a cinematografia digital”. Propaganda enganosa? Não. A afirmação, embora com um pouco de exagero, é correta. O equipamento é realmente bom? Sim. Até já falei dele aqui no blog. Uma bela aquisição.

Vejo o preço informado no anúncio. Perco o tesão. É para desanimar qualquer um que esteja lutando na nossa área para tentar melhorar e oferecer serviços de qualidade ao cliente. Simplesmente tentam me empurrar um valor exatamente 100% maior que o preço de venda ao público sugerido pelo fabricante. O equipamento custa, ao público, US$ 2.995,00 ou cerca de R$ 6.289,00 com a cotação de hoje do dólar (R$ 2.10).  No Brasil, sai por incríveis R$ 12.549,00!

Novos processadores e chipset nas minhas workstations.

Investimento sustentável. A nova série de workstations  Thunderbird  ajuda a conservar o meio ambiente e também o seu investimento, Todos os modelos da linha possuem uma base comum de componentes intercambiáveis entre si. As atualizações futuras procurarão garantir o aproveitamento máximo dessa base, evitando o descarte prematuro de componentes ainda úteis, diminuindo a poluição e evitando gastos desnecessários. Em certos casos, os componentes substituídos poderão ser devolvidos, proporcionando descontos na aquisição de novas peças. O descartável se tornou obsoleto!

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

A produção de fotografia: fazendo a diferença no seu trabalho...



Eu sempre procuro produzir as minhas próprias imagens, sejam fotos ou vídeos, aqui para o blog Olhar Tecnológico, embora nem sempre seja possível. Muitas vezes preciso mostrar equipamentos que não tenho à disposição. Na medida do possível procuro deixar no código fonte ou em nota no rodapé da imagem ou no próprio texto, a citação da fonte. Hoje eu necessitava fotografar uma jogo de memórias Corsair Vengeance DDR3 8GB para postar na seção de venda de componentes.

Como eu tinha duas caixas disponíveis (geralmente eu as tenho na forma OEM), que são vendidas em quantidade e sem caixa), resolvi fotografar. Mas como a correria é grande, não pude demorar muito na produção. As coisas tem que andar rápido por aqui. Então tentei montar uma disposição interessante e mandei bala com minha Panasonic Lumix GF3 com uma lente 14mm – f=2,5, que é pau para toda obra. Joguei uma luz básica e fiz duas fotos. O resultado, sem retoques ou correção de cor foi esse mostrado abaixo.

quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Lanterna Mágica: melhorando a 5D MK II/III



As Canon 5DMK II e MK III possuem qualidades inquestionáveis quando se trata de captação de vídeo. Então não vou perder tempo falando sobre isso nesse post. Mas existem três coisas, entre algumas outras, que deixam a desejar nelas. A primeira é o áudio. Quem filma com 5D sabe o quanto é difícil captar um bom áudio com microfones externos. Quanto ao interno, nem dá para comentar. É simplesmente inutilizável tamanhos são os ruídos provenientes da operação da própria câmera e o chiado (hiss) introduzido pelo controle de ganho automático (AGC).

Para usar um microfone externo plugado na entrada P2 é outra novela. Adaptadores e microfones especiais são necessários (mics de eletreto alimentados pela própria saída P2). E a gama desses equipamentos é limitada. A outra deficiência, relacionada ainda ao áudio é a falta de uma saída para fones de ouvido, deixando o cinegrafista ou técnico de som as escuras. A terceira dor de cabeça é a gravação externa de vídeo, via gravador portátil. Para a maioria dos trabalhos mais simples como documentário ou comerciais para televisão, um cuidado maior na captação produz uma excelente imagem, sem necessidade de trabalho pesado de pós-produção.

terça-feira, 11 de setembro de 2012

Sony anuncia novo modelo de câmera NXCAM: será ela a substituta da NX5?



A Sony acaba de anunciar a nova integrante da família NXCAM. A nova NEX-EA50EH traz todas as funcionalidades e características da veterana NX5, incorporando ainda atributos da família NEX, como sensor de grande formato APS-C e lentes intercambiáveis da série E-Mount. O novo modelo pode ser uma grata surpresa aos profissionais que necessitam de um equipamento mais completo, compacto (em termos) e pronto para o uso, com as vantagens do sensor de grande formato, mas sem a parafernália necessária das DSLR como a Canon 5DMKII/III e outras câmeras fotográficas digitais com recursos de filmagem em alta definição.

Com o preço provável de US$ 4.200,00 deve se tornar uma opção viável em relação a outros modelos da própria Sony (NEX 100/700) e mesmo a Panasonic AG-AF100, que tem o mesmo sensor APS-C, porém com a desvantagem da falta de boas lentes fixas ou de zoom da própria casa, já que as lentes da série G Micro 4/3 ou são ruins ou são muito caras, além de não terem o recurso de zoom motorizado.

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Chega de pirataria e jeitinho brasilieiro para comprar equipamentos profissionais!



O companheiro Vitor Spencer Brusque me enviou um comentário muito pertinente e de grande interesse a todos nós, profissionais da área de fotografia, cinema e vídeo. Trata-se de uma petição on-line para solicitar ao Ministro da Indústria e Comércio que aumente a isenção de imposto para produtos da nossa área, quando importados diretamente pelos Correios. Vamos lutar pelo fim da cota ridícula de R$ 50,00 para isenção e da cota máxima de R$ 500,00 para limite de compra e pela total isenção de impostos de importação e ICMS para equipamentos profissionais de fotografia, cinema e vídeo, comprado diretamente por profissionais e empresas, para produtos não fabricados no Brasil. Leiam abaixo a integra da petição:

“Mudança da alíquota de importação pelos correios

Hoje pelas normas da receita federal o cidadão paga 60% sobre a importação de produtos pelo correio, incluindo o valor do frete que diga-se de passagem é um absurdo, pois o frete é uma situação a parte da mercadoria. Segundo a Receita este imposto é para incentivar o comércio dos produtos nacionais, até concordo , mas se o produto não é fabricado no Brasil, não tem motivo para tributar.