sábado, 10 de novembro de 2012

Trabalhando com o formato Apple ProRes no Premiere Pro.



Com muitos usuários do Final Cut migrando para o Adobe Premiere e com o lançamento de diversos equipamentos usando o codec ProRes, os novos usuários da suíte Adobe querem trabalhar com arquivos ProRes do início ao fim do fluxo de edição. Embora o Premiere Pro não seja comercializado com os componentes do formato proprietário da Apple, ainda é possível criar presets específicos para editar e exportar dentro das especificações do codec ProRes. Vamos ver como nesse artigo.

No Premiere Pro CS5, 5.5 ou 6 é possível criar timelines para trabalhar nativamente com o ProRes. E também exportar o trabalho concluído para o mesmo formato. Isso é especialmente  necessário quando se trabalha com vídeos gravados em câmeras ou gravadores externos que utilizam esse formato, como o gravador externo AJA KiPro ou a câmera ARRI Alexa.


Os usuários de computadores Mac que possuam o Final Cut Pro 6 ou 7 isso não será um problema, pois o programa já possui os codecs necessários. Mas para os usuários do Windows, que não possui os codecs Apple ProRes, isso não significa que não possam trabalhar com arquivos desse tipo. A versão gratuita do Quik Time para Windows possui os codecs necessários.

Embora o Premiere vá ter que renderizar os previews de vídeo usando outro codec, a importação e exportação poderão ser feitas nativamente no formato Apple ProRes. E para quem tem o Mercury Playback Engine ativado por hardware, usando placas NVidia com processadores Cuda, esse render de preview nem será necessário.
O que torna isso possível é a extrema flexibilidade do Adobe Premiere Pro para importar e exportar uma grande variedade de formatos de vídeo, desde que o programa ache os codecs necessários. Então aqui entra a parte de criação manual dos presets de edição (timelines) e exportação. 

Criando Timelines ProRes manualmente:

Primeiro é preciso criar uma timeline que use o ProRes como o formato de exibição.  Como existem vários formatos de vídeos ProRes, podemos e devemos criar um preset para cada um desses formatos com diferentes resoluções de vídeo e taxas de frames por segundo. Para esse tutorial eu vou usar o formato ProRes (HQ) 1920 x 1080P30. O processo de criação de outros formatos será sempre idêntico.

Vamos abrir um projeto novo no Premiere e salvar como “Apple ProRes” ou qualquer outro nome que você queira. Precisamos de um projeto aberto para ter acesso as diversas janelas de configuração. Depois de nomear seu projeto clique em OK.



Na janela New Sequence não use nenhum dos presets existentes. Aliás muitos usuários do Premiere pensam que esses presets são os únicos que o programa pode usar. Na verdade podemos criar outros! Vamos ver como. Na janela da figura abaixo, escolha a aba Settings no alto da janela.




O Premiere pode editar qualquer formato de vídeo que ele possa decodificar e isso inclui os arquivos no formato QuickTime.

O que vamos fazer nessa janela é criar um Timeline Preset para o formato ProRes 422 HQ com a resolução 1920x 1080 @ 29,97 frames/seg, lembrando que essa é apenas uma possibilidade, dentro das inúmeras sequências possíveis com o codec da Apple. Você pode criar outras sequencias depois.

Nessa janela precisamos modificar vários parâmetros, de acordo com as especificações originais do formato ProRes HQ. Vejamos:

Editing Mode: Custom
Timebase: 23.976 frames/second
Frame Size: 1920 horizontal, 1080 vertical (16:9)
Pixel Aspect Ratio: 1.0 (square pixels)
Fields: No Fields (Progressive Scan)
Display Format: 30 fps Drop Frame Timecode
Audio: 48000 Hz

Até aqui você deve ter notado que são apenas especificações gerais comuns a vários outros codecs de vídeo. Tudo o que fizemos foi determinar como nosso arquivo de vídeo vai ser conformado na timeline.  O Premiere não tem predileção por nenhum formato específico, por isso você pode inclusive misturar vários vídeos diferentes em uma mesma timeline. Genial não? Na parte de baixo dessa janela é que vamos configurar o preview de vídeo.


Preview de vídeo

As configurações de Video Preview afetam apenas a maneira que o vídeo será exibido quando você renderiza sua timeline após aplicar algum efeito. Se você está usando um vídeo que corresponde exatamente a sua sequencia, e não fez nenhuma modificação nele, essas configurações não surtem qualquer efeito. E se você está usando o Mercury Playback Engine com uma placa de vídeo capacitada, também não haverá render, pois geralmente a timeline está marcada com a cor verde ou amarela, indicando que não é necessário renderizar o arquivo para exibi-lo. Mas se você usar algum efeito que não tenha aceleração pela GPU, somente o trecho com o efeito ficará vermelho e talvez precise de render para ser exibido corretamente sem travamentos.

Então vamos setar o Preview File Format para QuickTime (Desktop) e setar o codec de vídeo para Apple ProRes 422. Também verifique para que a altura e largura do quadro (Width and Height) sejam os mesmos da especificaçã,  geral dessa nova timeline que você está criando, nesse caso, 1920 x 1080.

Agora antes de você clicar no botão OK clique no botão Save Preset.


 Salvando seu novo Preset


Para facilitar as coisas na próxima vez que você precisar usar esse novo preset, salve com um nome semelhante aos demais presets padrão, com indicações claras das características do seu novo Custom Preset. Vamos chama-lo então de “ProRes 422 HQ 1080p30”. Se você desejar, pode adicionar ainda outras informações no campo Description, como por exemplo: “Para edição de vídeos da câmera XXX ou do projeto do fulano de tal”. Essa informaçãoo estará visível da próxima vez que você clicar em seu novo preset.

Uma vez que você tenha salvo o novo preset de timeline, o Premiere voltará para a janela Sequence Presets e você poderá ver seu novo preset na parte de baixo das opções padrão dentro da pasta Custom.



Agora que você entendeu como criar um novo preset, você pode criar outros repetindo esses passos novamente para cada outro tipo de configuração Apple ProRes, por exemplo, mudando o tamanho do quadro de vídeo ou a taxa de quadros. Basta clicar novamente na aba Settings, modificar os parâmetros necessários e salvar com outro nome.


Em meu notebook, por exemplo eu tenho outras configurações do Apple ProRes:


Agora vamos criar novos Presets de exportação:

Assim como os presets de Timeline você pode precisar criar novas configurações de exportação. Isso é especialmente útil, por exemplo, quando estamos editando um vídeo em AVCHD e queremos exportar para um formato como menos compressão e portanto com menos perdas. Nesse caso você pode escolher uma timeline convencional, como o preset AVCHD 1080i 60 e nessa timeline, após concluir o trabalho de edição, exportar em formato Apple ProRes 422 HQ. Isso evitará que, ao contrário de salvar em formato h.264, seu vídeo sofra nova compressão e com isso, mais degradação de cores e definição.

Para criarmos um novo preset de exportação precisamos de um projeto aberto com uma timeline com ao menos um clipe de vídeo. Podemos abrir o mesmo projeto que criamos no início desse tutorial e escolher o novo preset de timeline que criamos. Não importa que você não tenha um vídeo no formato Apple ProRes 422 HQ em sua ilha de edição. Lembre-se que, como foi dito antes, o Premiere é bastante flexível e aceita qualquer formato em qualquer timeline.

Então importe qualquer trecho de vídeo que você queira para a timeline, demo do que você habilite a aba de exportação de vídeos. Agora com sua timeline selecionada vá em File>Export Media


Caixa de diálogo de Configurações de Exportação

Na parte superior direita do painel escolha o formato: QuickTime. Em seguida clique no botão de Preset. Observe a lista de configurações do QuickTime que o Premiere oferece como padrão normal. Também aqui, muitos usuários pensam que apenas essas opções são possíveis. Muitos reclamam que não existem opções em Full HD.  Assim como nas opções de Sequence Settings podemos criar qualquer tipo de preset de exportação.


Para ter acesso a outros formatos e configurações do QuickTime, incluindo Apple ProRes, é preciso criar os presets adicionais. Estes, depois de criados passa a fazer parte dessa lista e podem ser usados em novos projetos. Vamos começar clicando na aba Video e na caixa Video Codec escolheremos para esse tutorial a opção Apple ProRes 422 (HQ).


Vamos então setar a exportação de vídeo para as mesmas configurações de preview que criamos antes.

Na aba Video  mude:

O Video Codec para Apple ProRes 422
A largura (Width) para 1920
A altura (Height) para 1080
A taxa de frames (frame rate) para 29,97
O formato de campo (field type) para Progressive
O aspecto (aspect) para Square Pixels (1.0)
Change the Aspect to Square Pixels (1.0)

Na aba Audio mude o Sample Type de 16-bit para 24-bit para casar com a maioria dos formatos Apple ProRes. Mas se seu arquivo original tiver uma taxa de áudio diferente, use a configuração dela.


Verifique mais uma vez se tudo está correto e agora salve o seu preset para quando precisar dele novamente. Assim não será preciso criar do zero e ter todo esse trabalho.

Clique na pasta indicada pela seta vermelha na figura abaixo:


Como fizemos na primeira parte deste tutorial, escolha um nome que possa descrever com clareza o seu novo custom preset. Para esse tutorial eu escolhi “Copy of 422 HQ 1080p30” mas você pode escolher outro nome que lhe seja mais intuitivo.

Trabalho terminado! Mas ficam algumas dicas:


Nesse tutorial aprendemos a criar novas timelines customizadas e novos perfis para exportação também customizados. Nos exemplos que usei, as especificações da timeline criada corresponderam as especificações do novo preset de exportação. Nesse caso todo o nosso fluxo de trabalho se daria com material no formato Apple ProRes 422 HQ.

Aqui cabe uma dica. Usuários de computadores Mac, que trabalham nativamente com fluxos ProRes tem um tempo menor de render e exportação porque o Final Cut Pro, por padrão, usa os arquivos de preview, gerados durante a edição, para criar o vídeo final exportado, apenas copiando os frames onde houveram modificações no arquivo de exportação final. Entenderam o porque da fama histórica dos Mac’s para edição de vídeo?

O que acontecia com usuários de PC com Windows, sem os codecs originais da Apple, era que o Premiere tinha que exportar todo o vídeo renderizando tudo novamente, pois o render de preview não é tão preciso quanto o render de exportação final. Mas com a introdução do Mercury Playback Engine o preview se dá em tempo real não necessitando render. Somente na hora da exportação será necessária a renderização em máxima qualidade para criar o vídeo final.

Como no exemplo usado nesse tutorial trabalhamos totalmente com vídeos ProRes HQ em uma timeline ProRes HQ e o nosso set de exportação também era o mesmo, poderíamos aplicar um truque para o Premiere exportar mais rápido: Bastaria marcar a caixa “Use Previews” já que o vídeo final seria exportado no mesmo formato do original. Assim o Premiere só faria render dos trechos necessários onde, por exemplo, houvesse efeitos. 


Mas... e para quem vai usar vídeos em outros formatos que não o Apple ProRes?

Se você está editando material em outro formato de vídeo como o AVCHD, por exemplo e quer exportar para um formato com menos compactação e menos perdas como o ProRes, ou mesmo precisa enviar para seu cliente e ele exigiu esse formato, basta editar o vídeo abrindo um projeto com as especificações padrão que você desejar (no caso AVCHD) e na hora da exportação final, na caixa de diálogo Format na janela de Export Settings, escolher o preset Apple ProRes que você criou nesse nosso tutorial e que ficou salvo na pasta Custom Presets de formatos de exportação. Nesse caso, não deve ser marcada a caixa de uso de previews de visualização. Devemos deixar o Premiere renderizar tudo em qualidade padrão para não degradarmos o arquivo final exportado.

Vamos ficando por aqui. Se você não entendeu alguma parte desse tutorial, é só mandar uma pergunta pelo campo de comentários. E se esse trabalho foi útil e você desejar me ajudar a manter o blog, que tal fazer uma doação? É só clicar no ícone no alto a esquerda na página inicial do blog.

Grande abraço!

Marcelo Ruiz








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua participação! Asim que eu puder, vou responder! Volte sempre!

Marcelo Ruiz

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.