sexta-feira, 21 de abril de 2017

Made in Brazil!


Sim amigos e seguidores! Feitos no Brasil! Quem me dá a honra de acompanhar esse blog por tantos anos, assim como os membros do nosso grupo no Facebook já me conhece. E a você que está chegando agora por aqui, seja bem vindo! Os que me conhecem - alguns de longa data e jornada - sabe que sempre lutei para divulgar conhecimento em nossa área, pela busca de melhores e mais justas condições de trabalho e, especialmente nessa seara, minha insatisfação com a falta de acesso dos profissionais independentes e pequenas produtoras a equipamentos de qualidade com preços justos. Infelizmente em mais de uma década, desde que comecei a falar sobre essas coisas aqui e em outros canais a situação não mudou. Quase cem por cento dos equipamentos - nossos instrumentos de trabalho - ainda são importados. quase nada se fabrica no Brasil.


Para um profissional independente ou produtora de pequeno porte, a aquisição de equipamentos de qualidade continua se fazendo por meios tortos ou precários. Se recorremos aos distribuidores - e nada tenho contra eles - os preços vão às alturas. Culpa de impostos elevados, diferença cambial entre nossa moeda e o dólar e os custos de frete e alfândega. Comprar oficialmente traz segurança. Mesmo assim, na hora em que precisamos assistência técnica, dentro ou fora da garantia, é outro sofrimento. 

As poucas empresas do nosso ramo que mantém representantes oficiais no Brasil e oficinas autorizadas de reparos também ficam à mercê dos altos custos e burocracia para importação de peças de reposição. E como o mercado formal ainda é incipiente, e os altos e baixos da situação econômica afetam vendas de um lado e compra e manutenção correta de equipamentos do outro (o nosso), não há investimento em estoque de peças. 

Quem não passou pela situação de levar uma câmera ou outro equipamento, dentro ou fora da garantia à autorizada e ouviu, depois de esperar dias ou semanas pelo orçamento, que a peça necessária só chegaria em sessenta, noventa ou até mais dias? E isso para não falar dos produtos que compramos no mercado torto. Sem garantia, sem assistência técnica oficial e muitas vezes de boas marcas, mas que nem sonham em ter filial ou representantes no Brasil. 

Nesses mais de quinze anos de caminhada, somente no mercado de audiovisual e multimídia, sempre dediquei boa parte do meu tempo em busca de novas tecnologias, criação de soluções mais adequadas ao nosso mercado e ao nosso bolso. Primeiro foram os telepromters - que na época eram raros e caros de comprar ou alugar - e depois vieram gruas, ilhas de edição (essas já na fase do nosso blog) e outras "invencionices" que nem chegaram a ser comercializadas mas foram usadas in house quando tínhamos a produtora. 

Agora me lanço em nova empreitada e aventura: a MR Energia e Equipamentos. Os que já me conhecem, podem ter certeza que o foco será o mesmo: Produtos de qualidade, durabilidade e preço justo e acessível. Mas o foco principal continuará sendo mesmo o meu cliente! Nada de soluções de prateleira. Como sempre acreditei, cada equipamento vendido tem dono já na fabricação e sai customizado atendendo suas necessidades específicas! E assim será com os equipamentos lançados hoje e outros que virão em breve! 

Meu muito obrigado a todos que me incentivam e acompanham meu trabalho! 

Grande abraço a todos! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua participação! Asim que eu puder, vou responder! Volte sempre!

Marcelo Ruiz