sábado, 29 de setembro de 2012

Se vai a alma da televisão brasileira: Hebe Camargo, a Diva (1929 - 2012).




É com muita tristeza que escrevo este post. Hebe Camargo se foi. Após 62 anos ininterruptos de trabalho a serviço da televisão brasileira, a apresentadora nos deixa. A todos nós que trabalhamos com cinema, televisão, propaganda e vídeo,  significa a ausência de um exemplo de dedicação e profissionalismo. Hebe Camargo, junto com outros pioneiros, inventou a televisão brasileira. Sem exageros. Hoje cada um de nós que empunhar uma câmera de vídeo, deve se lembrar que em 1950, quando desembarcava no porto de Santos, a primeira câmera de TV, ela estava presente e foi dela uma das primeiras imagens transmitidas ao vivo.


Desde então, fosse como garota propaganda, cantora, atriz e finalmente apresentadora, ela nunca mais ficou fora dos auditórios e estúdios. Dos mais de setenta anos de trabalho, 63 foram dedicados a televisão brasileira. Sempre com programas de auditório, com uma fórmula que ela ajudou a inventar e da quase manteve fiel, sem se deixar seduzir por modismos ou por exigências das emissoras para as quais trabalhou. Basta assistir a um programa seu na década de sessenta e a seus últimos trabalhos na Rede TV! para ver que ela era fiel a um gênero de TV que agora morre com ela. 

Evidentemente ficarão as cópias, com essas mocinhas novas que dela e com ela tentaram aprender o ofício. Mas sua perda, assim como as partidas do Velho Guerreiro Chacrinha, Flavio Cavalcanti, Blota Junior, Chico Anísio e outros fundadores do programa de auditório, são insubstituíveis. Descanse merecidamente em paz Hebe, você que nunca se aposentou, agora merece repousar. Que daí de cima, da Cabine Técnica Maior, você possa nos dirigir e orientar.

Grande abraço a você Hebe Camargo!

Marcelo Ruiz

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua participação! Asim que eu puder, vou responder! Volte sempre!

Marcelo Ruiz

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.