sábado, 21 de janeiro de 2012

Customizando os Pictures Profiles nas câmeras Sony HDV e AVCHD.

O Gilberto da Gfilmes e Produções de Birigui, São Paulo, me enviou uma email com dúvidas sobre ajustes de Picture Profile na câmera Sony NX5. Ele comenta no email que acha a imagem da NX5 muito lavada. Então vamos falar um pouco sobre esse tema. 


A maioria das câmeras profissionais possuem o recurso do Picture Profile. Ou seja, tem em seu menu uma área dedicada onde estão armazenados vários perfis de imagem que podem ser chamados da memória interna para modificar diversas configurações da imagem captada pelas lentes. No caso das câmeras Sony, geralmente há seis perfis numerados de PP1 até PP6.
  1. PP1  Configurações padrão iguais ao modo Picture Profile desligado.
  2. PP2  Configurações padrão iguais ao modo Picture Profile desligado.
  3. PP3  Configurações simulando imagens gravados por uma câmera profissional de ombro com Gamma ITU-109 
  4. PP4  Configurações simulando imagens gravadas por uma handycam profissional com Gamma estilo PD 
  5. PP5  Configurações simulando imagens gravadas como película de cinema colorida
    PP6  Configurações simulando imagens exibidas em tela de cinema com película cinematográfica colorida
Os dois primeiros perfis na NX5 e em outras filmadoras Sony são configurados com o mesmo padrão normal da câmera e não mudam em nada a imagem gravada. Geralmente usamos esses dois perfis para armazenar nossas configurações pessoais. Os demais perfis também podem ser modificados. Para voltar todos os perfis as configurações originais de fábrica, basta dar um reset na câmera. Portanto não tenha medo de fuçar a vontade no sei equipamento. Se perceber que algo ficou errado é só dar um reset.

Das configurações pré salvas na NX5, eu pessoalmente gosto e uso bastante o PP5, que simula o filme cinematográfico. Cores um pouco mais frias, um contraste maior, com ênfase nos pretos mais profundos.

Mas normalmente para gravar os vídeos aqui do blog e outros trabalhos aqui no estúdio eu uso um Picture Profile  que acho muito bonito e que peguei do Keko Sinclair no blog dele, que aliás recomendo a leitura, pois tem muito conteúdo técnico e informativo.

Para que quiser experimentar as configurações são essas:


Opção 01 (Configurado por Keko Sinclair)

NIVEL DE PRETO = 0
GAMMA  = CINEMATONE 1
GAMMA PRETO = FAIXA = MÉDIO
                                  NIVEL = 0
ARTICULAÇÃO = AUTOMÁTICO
MODO COR = TIPO PADRÃO
                          NIVEL 8
NIVEL DE COR = 0
TONALIDADE DE COR = 0
PROFUNDIDADE COR = TUDO 0
AJUSTE WB = FILTRAR TIPO = LB-CC
                           RESTANTE = TUDO 0
DETALHE = NIVEL = -3
                       AJUSTE MANUAL = DESLIGAR
DETALHE TOM PELE = DESLIGAR

Na imagem abaixo estão 3 frames retirados de três vídeos diferentes que fiz com uma Sony HXR-NX5n para servir de exemplo. Na imagem número 1 deixei a câmera totalmente no automático. A imagem fica com o padrão normal da câmera e muitos podem achar um pouco lavada e sem contraste. Pode-se notar também a influência dos raios UV que tendem a modificar os tons de verde e vermelho.

No exemplo 2 configurei, como sempre gosto de trabalhar, a câmera para o modo totalmente manual e usei as seguintes configurações:

Modo de gravação 1080P30
Abertura diafragma 5.6
Obturador 1/60 s
Ganho 0 dB
Balanço de branco 6100K
Filtro DN 3 (1/64)

As cores ficaram mais firmes e o contraste aumentou, além de diminuir a influência dos raios UV. 

Finalmente na imagem 3 usei o Picture Profile 2 da câmera que está com a "receita" do Keko Sinclair. Aqui podemos notar a a valorização da imagem com um acentuado contraste, menos estouro nas altas luzes e as cores mais vivas, quase saturadas. Não há influência dos raios UV. Eu gosto muito desse perfil de ajuste. 





Lembrando que cada profissional acaba encontrando o seu gosto pessoal. E isso se torna quase uma assinatura. Como  em um quadro, onde cada pintor tem sua paleta de cores. O importante é experimentar várias combinações e  níveis de cada parâmetro.  No início reserve o PP1 ou PP2 , que não tem modificação nenhuma para ir criando sua receita, deixando os perfis 3, 4, 5 e 6 com as configurações originais. E sempre que achar que    
desconfigurou demais a imagem, basta desligar o PP ou resetar a câmera que tudo volta ao normal.

Em outro post vou explicar mais detalhadamente a função e a influência na imagem de cada item de um Picture Profile. Vale ressaltar também que as câmeras digitais top de linha usadas nas grandes produções, as cenas são capturadas sem nenhuma modificação pelo equipamento. É o que se chama de arquivo RAW, onde a imagem capturada pelo sensor da câmera é minimamente modificada pelo processamento interno do equipamento. Geralmente os arquivos são salvos em formato JPEG e precisam de um software com capacidade de decodificar esses arquivos. O Photoshop e o Premiere podem trabalhar nativamente com arquivos RAW.



Todo o ajuste de balanço de branco, gama, pedestal, contraste, brilho e conformidade das cores, por exemplo para o perfil RGB é feito durante a edição do material na pós produção. Evidentemente isso gera mais trabalho e um tempo maior de edição. Mas em compensação se consegue imagens com a exata especificação do diretor de fotografia, pensadas para aquela produção. 

Um grande abraço a todos!

Marcelo Ruiz


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por sua participação! Asim que eu puder, vou responder! Volte sempre!

Marcelo Ruiz